Deputado quer que empresas poluidoras paguem barreiras na Terceira Ponte

Durante discurso na Sessão Ordinária desta terça-feira (6), o deputado estadual e vice-presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, Marcelo Santos (PDT) defendeu que as empresas poluidoras que atuam no Complexo de Tubarão paguem para instalação de barreira de proteção na Terceira Ponte.

“Ontem, na Comissão de Infraestrutura, debatemos sobre barreiras protetivas na Terceira Ponte. O próprio diretor da Arsp (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Espírito Santo, Júlio Castiglioni) nos disse que a proposta mais econômica que eles receberam se tornou inviável porque o pó preto comprometeria todo o material que seria utilizado e tornaria a manutenção mais cara, inviabilizando a possível solução. Ora, se o problema da barreira da ponte não é da ponte, mas do minério de ferro, do pó preto, as empresas poluidoras que atuam no Complexo de Tubarão, maiores responsáveis pela emissão dessas partículas na Grande Vitória, deveriam arcar com esses custos de instalação dessas barreiras”, disse Marcelo.

“Uma das propostas teve que ser descartada por conta do impacto do pó preto que atingiria sua estrutura em acrílico, causando danos estruturais e visuais numa possível instalação de uma barreira translúcida a um custo bem baixo”, lembrou Castiglioni durante sua fala na sessão desta segunda (5).

O arquiteto Carlos Eduardo Calmon, em sessão ordinária da Comissão de Infraestrutura da Assembleia, realizada ontem (5), apresentou um projeto de postes de sustentação em aço inox no guarda-carros a cada seis ou sete metros e uma rede em nylon, com ponteiras inibidoras, a um custo de um terço do valor em estudo pelo governo do Estado. A solução que vem sendo estudada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Espírito Santo (Arsp) e pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Estado (DER-ES) junto com a Rodosol é a implantação de hastes metálicas na vertical, dando sustentação a cabos de aço dispostos verticalmente na lateral da ponte. A estrutura teria na parte superior o ângulo côncavo, voltado para dentro da ponte, de forma a evitar até mesmo a escalada de pessoas que acaso insistam em atentar contra a vida no local. Essa proposta estaria em finalização de estudos técnicos e financeiros e deverá ter o custo de cerca de R$ 15 milhões.

Além dos custos não serem repassados para o governo capixaba, Marcelo Santos acredita que o processo seria mais célere se a iniciativa privada custeasse essa intervenção. “Até que seja feito todo o levantamento, confecção de projeto, licitação, contratação e possíveis contestações judiciais previstas na lei de licitações, entraríamos em 2020, somando o prazo de instalação do projeto em análise pela Arsp hoje, mais doze meses, entrando em 2021. Com as empresas bancando essas barreiras, com o projeto apresentado na Comissão, os custos seriam de cerca de R$ 5 milhões e o prazo para instalação poderia ser de até 6 meses, indo ao encontro dos anseios da população capixaba”, defendeu o parlamentar.

“Agradecemos, muito, o que essas empresas que atuam no Complexo de Tubarão contribuem para a economia do Espírito Santo. Geram emprego, renda, divisas para o caixa do governo, mas poluem. Poluem, geram um passivo socioambiental enorme e elas têm uma dívida com o Estado, e precisam pagar. Acho que essa ação na Terceira Ponte poderia ser custeada por essas empresas, dando celeridade no processo, dando proteção a quem atenta contra a própria vida, preservando esse importante cartão-postal do Espírito Santo”, finalizou Marcelo. 

Assessoria de Comunicação

Data de Publicação: terça-feira, 06 de novembro de 2018

LEIA MAIS...

Novo projeto de barreira na Terceira Ponte é apresentado na Assembleia
Projeto de Lei para identificar combustível através de cores
Assembleia e Crea iniciam na próxima semana visitas técnicas em terminais e rodovia
Avança debate sobre barreira de proteção na Terceira Ponte
Marcelo Santos quer que empresas assumam proteção lateral de Ponte
Grande Vitória terá padronização de abrigos de ônibus, anuncia Marcelo Santos
Comissão de Infraestrutura terá menos membros e emitirá nota recomendatória a obras
Infraestrutura: Rodosol tem 30 dias se posicionar sobre melhorias na 3ª Ponte
Coinfra encaminha proposta para melhorar fluxo da Terceira Ponte

GALERIAS DE FOTOS

Novo projeto de barreira na Terceira Ponte é apresentado na Assembleia
Recebemos mais uma proposta de barreira inibidora na Terceira Ponte. O arquiteto Carlos Eduardo Calmon trouxe para a Comissão de Infraestrutura da Assembleia uma ideia que deverá ter um custo de um terço do que se planeja investir atualmente e uma instalação de até dois meses. Estamos, junto com a Arsp (Agência Reguladora de Serviços Públicos), a Rodosol e o Crea, em busca da melhor solução para inibir casos de pessoas que atentam contra a própria vida na Terceira Ponte. Precisamos de um projeto que seja eficiente, econômico e de baixo impacto visual neste importante cartão postal capixaba.
05/11/2018

Visita em obras de Cariacica
Agora pela manhã visitamos junto com o diretor-geral do DER-ES, Gustavo Perin, importantes obras em Cariacica. A Rodovia José Sette será prioridade para o DER, que vai fazer a conserva da beirada da pista, reforçar a sinalização horizontal e vertical e irão estudar como reduzir a velocidade de quem insiste em trafegar acima do limite estabelecido. A ideia inicial é fazer sonorizadores naquela região dos bairros Planeta e Porto de Cariacica.

Ainda na José Sette, na região de Itacibá, até a segunda quinzena de novembro o sistema binário da região estará liberado para o trânsito, com ruas laterais pavimentadas, melhorando o fluxo de veículos, facilitando a vida de comerciantes que estão de olho nas vendas de fim de ano e de quem passa por ali.

Na Leste-Oeste as obras já estão em sua fase final para que todo o trecho da rodovia, desde o terminal de Campo Grande até a Rodovia Darly Santos, seja entregue para utilização totalmente pavimentado, com sinalização vertical e horizontal, ciclovias...
23/10/2018

Bons exemplos precisam conhecidos e compartilhados!
Fomos recebidos pelo Estanislau Ventorim, diretor-presidente da Politintas no recém-inaugurado Centro de Distribuição, no bairro Maracanã. Uma empresa que está no mercado a 42 anos, acredita no Espírito Santo e em Cariacica. Fomos conhecer esse novo espaço e conversar com colaboradores. Também visitamos a loja de Campo Grande, conversando sobre nossos trabalhos e projetos para o Espírito Santo.
24/09/2018

Mais obras e recursos para Cariacica
Mais recursos e mais obras para Cariacica! Já está liberado o recurso de R$2,3 milhões para recapeamento e tapa-buracos em 6 bairros! A empresa vencedora da licitação foi publicada no Diário Oficial do município na última quarta-feira (29). Tudo isso fruto de nossa articulação entre Assembleia e Governo do Estado!Compromisso feito é compromisso cumprido pelo nosso mandato!

01/08/2018

8 municípios serão beneficiados com convênio do Governo do Estado
Revitalização de praças, pavimentação e drenagem, calçada cidadã e construções de adutora, talude e estacionamento. Essas são algumas ações que chegarão a oito municípios por meio de convênio com o Governo do Estado. Participei hoje da solenidade que marcou a iniciativa que vai beneficiar Atílio Viváqua, Dores do Rio Preto, Domingos Martins, Ecoporanga, Vargem Alta, Mantenópolis, Marilândia e Santa Teresa. Nossas cidades merecem essa atenção.
24/05/2018

Convênios entre Governo do Estado e Prefeitura de Viana irão contribuir para o desenvolvimento da cidade
Dois convênios entre Governo do Estado e Prefeitura de Viana irão contribuir para o desenvolvimento da cidade. O primeiro prevê a revitalização urbana do distrito de Araçatiba e o segundo, obras de drenagem, pavimentação e construção do Parque Linear, na Avenida Santa Clara, no bairro Arlindo Villaschi. Junto com o governador Paulo Hartung, prefeito Gilson Daniel e os secretários Rodney Miranda e Vandinho Leite participei dessa importante solenidade.
Abraço a todos!
03/04/2018