Após vistoria de deputados, Eco 101 vai se reunir com Sedurb, Coinfra, Abenc e prefeitura de Viana

Reclamações dão conta de falta de diálogo com administração municipal, empresários e moradores, além de causar problemas na rede de drenagem

O deputado estadual Marcelo Santos, presidente da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Coinfra-ES), esteve, na manhã desta quinta-feira (16), visitando obras da Eco 101 em Viana. O parlamentar foi atender um chamado do prefeito, Gilson Daniel, que reclama da falta de diálogo da empresa que administra a Rodovia BR 101 no Estado e que estaria causando problemas de alagamento nos bairros de Marcílio de Noronha e Vila Bethânia. Diante do impasse, o deputado viabilizou uma reunião entre Eco 101, prefeitura, Câmara Municipal, Associações de Moradores e de empresários, Coinfra-ES e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano (Sedurb).

“O prefeito Gilson Daniel e a Câmara Municipal, junto com associações de moradores e de empresários, solicitou a nossa visita para mostrar o impacto dessa obra que, por mais importante que seja, tem também seus efeitos colaterais, negativos. Há um problema crônico às margens da BR, especialmente nos acessos a Marcílio de Noronha que não foi solucionado pela proposta da concessionária”, apontou o deputado Marcelo Santos.

Para que haja o diálogo entre os impactados pelas obras da concessionária, o parlamentar entrou em contato com o secretario da Sedurb, Marcus Vicente, agendando o encontro para a próxima quarta-feira (22), às 11h, na sede da secretaria. “Com o apoio dos engenheiros da Abenc-ES (Associação de Engenharia Civil do Espírito Santo), vamos fazer esse diálogo para, juntos, encontrarmos um caminho para solucionar esse problema antes de finalizar essa obra, importante para o Estado já que melhora a fluidez do trânsito na Grande Vitória, o transporte de cargas, segurança viária, mas precisa ser levado em conta o impacto urbano dessa intervenção”, complementou Marcelo Santos.

O prefeito reclamou da falta de sensibilidade da concessionária. “A obra é muito importante para os capixabas, porém impacta as comunidades que estão à margem da BR, principalmente empresários e moradores de Vila Bethânia e Marcílio de Noronha, sendo impactados com a drenagem. A Eco 101 tem feito um trabalho somente no curso da via e jogando toda a água para essas comunidades. Viana é uma cidade que está crescendo e o momento da cidade é muito bom. Uma obra como essa, que traz desenvolvimento, não pode trazer esse impacto negativo para quem mora aqui”, disse.

Caso não sejam ouvidos, o prefeito ameaça uma mobilização popular. “Se não formos atendidos, já vamos convocar as comunidades a vir para a BR, pois não podemos deixar que casas e empresas sejam alagadas pelas águas das chuvas.”

Raphael Machado, presidente da Associação Empresarial de Viana (AEV), está preocupado com os impactos das obras. “A Associação tem acompanhado esse problema de drenagem há alguns meses pois tem um grande impacto para o comércio, indústria e moradores da região que vem se agravando pela grande quantidade de asfalto que vem sendo colocado e ampliando o fluxo de água na rede de drenagem e, por isso, é de total interesse para que seja encontrada uma solução que seja benéfica para todos os envolvidos.”

Vice-presidente da Abenc-ES, Jaime Veiga defende que um estudo integrado seja feito para evitar desperdício de verbas públicas. “Precisamos de ter um sistema de drenagem para atender toda a vizinhança, já que, hoje, conta com um sistema subdimensionado e precisamos fazer com que toda a água chegue a seu destino sem atingir a comunidade.”

O outro lado
Acompanhando a visita, o gerente de engenharia da Eco 101, Rodrigo Rodrigues alegou que as obras da concessionária não alteram a hidrologia do local e que a rede de drenagem que já existe nas redondezas estaria subdimensionada.

Assessoria de comunicação

Data de Publicação: quinta-feira, 16 de maio de 2019

LEIA MAIS...

Estado publica edital para recuperação da Segunda Ponte
Laudos apontam falta de manutenção em sete pontes e viadutos da Grande Vitória
Comissão de Infraestrutura inspeciona acesso à Rodovia Leste-Oeste em Cariacica